Abraço Solidário ao Hospital Rocha Faria

Na última sexta-feira, dia 16 de março, foi realizado Ato Público ‘Abraço Solidário ao Hospital Rocha Faria’ em Campo Grande.
Motivado pelos leigos e leigas do Vicariato Episcopal Santa Cruz, lideranças das Pastorais, Movimentos e Paróquias, que reunidos em janeiro deste ano, no encontro sobre a Campanha da Fraternidade 2018, este ato de solidariedade à esta instituição de saúde, e principalmente aos seus profissionais, colaboradores e à população local que tanto necessita dos seus serviços, a Igreja acolheu este pedido de solidariedade e demonstração de amor e valorização da vida.
Com a presença de lideranças leigas da Pastoral da Saúde, Círculos Bíblicos, Mãe Rainha, Legião de Maria, Terço dos Homens, Apostolado da Oração, entre outros, conduzidos por Dom Paulo Celso Dias do Nascimento (Bispo Auxiliar de nossa Arquidiocese e Animador do Vicariato Santa Cruz), Padre Luiz Carlos Pereira (Vigário Episcopal do Vicariato Santa Cruz) e demais Padres do Vicariato Santa Cruz, o ato público começou na Praça Dom João Esberard, em frente a Paróquia Nossa Senhora do Desterro. Em seguida, caminhando com apoio da Guarda Municipal, da CET Rio e da Superintendência de Campo Grande, se dirigiram ao Hospital Rocha Faria onde realizaram um ‘abraço simbólico’ em frente a esta unidade de saúde com orações e leitura da Carta Aberta à Sociedade aos diretores e demais representantes do hospital.
Muitos que passavam em frente ao hospital ficaram emocionados além dos participantes e profissionais da saúde ali presentes.
A direção do hospital convidou, em seguida, e conduziu Dom Celso, Padre Luiz Carlos e os demais Padres e representantes da Pastoral da Saúde para mostrarem as enfermarias da unidade. E neste momento foram ministradas bênçãos aos enfermos na Sala Vermelha, Sala Amarela e diversas outras enfermarias do hospital.
Com este gesto, ficou evidente a necessidade de mais atos como este, de demonstração de amor e solidariedade não somente na área da saúde mas em todos os setores de nossa sociedade, a Igreja em saída e presente no mundo, sendo sal, luz e fermento da massa.

 

CARTA ABERTA À SOCIEDADE

 

Neste dia, o Vicariato Episcopal Santa Cruz da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, no ato público ‘Abraço Solidário ao Hospital Rocha Faria’ se solidariza aos pacientes, aos médicos e demais profissionais da saúde e colaboradores, ao hospital e principalmente a população que tanto tem sofrido, nos últimos tempos, com os problemas nesta e em outras unidades de saúde de nossa região e também de nossa cidade.

Através de nossas Pastorais (especialmente as Pastorais Sociais), Movimentos e Paróquias do Vicariato Santa Cruz, que reunidos em janeiro deste mesmo ano, em torno do tema da Campanha da Fraternidade 2018: Fraternidade e Superação da Violência, e de seu lema: “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8), ouvimos seus pedidos por gestos concretos de solidariedade à população e principalmente ao Hospital Rocha Faria, unidade de saúde esta, que faz parte da história da população local e de nossa cidade, portanto não é apenas ‘tijolos, concreto e macas’ mas uma casa, que acolhe, cuida e restaura, sem distinção de fé, etnia, classe social, entre outros.

Aos profissionais da saúde e demais colaboradores, também aqui dedicamos nossa atenção e solidariedade pois, sem a presença e valiosa contribuição deles, não teríamos como chamar esta casa de hospital. E, também eles, os profissionais e colaboradores, sofrem quando lhes faltam recursos para exercerem dignamente suas profissões.

Os diretos à saúde, garantidos na Constituição Federal, não podem sofrer retrocessos. E a Igreja, atenta a realidade no mundo da saúde, em especial a da região oeste da cidade do Rio de Janeiro, aponta para a necessidade urgente de humanização, valorização dos profissionais da saúde, respeito às instituições e principalmente ter o paciente como centro de toda e qualquer unidade de saúde.

Desejamos que o Amor e a Paz que proveem de Deus, sejam sentidas em cada um de vossos corações e neles cresçam e gerem os frutos de tolerância, respeito e união pelo bem comum, pela saúde de todos, especialmente pelos que vivem em condição de pobreza e a margem de nossa sociedade.

De São Camilo de Léllis, padroeiro dos Hospitais, dos Enfermos e da Pastoral da Saúde, deixamos à todos, trecho de seu hino: “tua fé nos ensina, que hospital é jardim, onde vidas são flores, de nobreza sem fim”.

Somos todos irmãos!

Rio de Janeiro, 16 de março de 2018

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *